Fim de exigência de teste de Covid aumentará viagens para os EUA

O fim de exigência de teste de Covid promete aumentar o número de viagens para os EUA.

Profissionais do setor de turismo afirmam que haverá um aumento na procura por voos transatlânticos, em decorrência da suspensão da obrigatoriedade da apresentação de teste negativo para Covid para quem quer entrar nos Estados Unidos.

Publicidade

Essa é uma boa notícia tanto para quem pretende viajar para os Estados Unidos, quanto para os residentes do país.

Contudo, os especialistas também afirmam que os clientes podem se frustrar por conta da falta de atendentes para atendimentos em diferentes serviços. Além disso, haverá ainda escassez em muitos serviços relacionados, por conta da demanda elevada.

Publicidade

Mais viagens com destino para os EUA e também vantagens para aqueles que retornam ao país

Com essa notícia, mais pessoas se programarão para passar as férias de verão no país.

O que se deve saber, no entanto, é que para viajar para os Estados Unidos, o estrangeiro ainda deve estar vacinado. Mas a obrigatoriedade do teste negativo não existe mais.

Logo quando foi decretado estado de urgência, devido ao vírus da Covid ter se alastrado por vários países, tempos depois as viagens foram canceladas, com muitos países fechando as fronteiras. E isso gerou impactos negativos expressivos na indústria de viagens.

E então, em 2021, foi decretado que a entrada de viajantes nos EUA se daria mediante a apresentação do teste de Covid, que deveria dar negativo. E isso gerou ainda mais resultados negativos.

Mas agora isso já não é mais necessário.

Ainda assim, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) estão com atenção plena. De acordo com eles, caso haja indícios de aumento nos casos de Covid após isso, então a regra será reavaliada.

Mas também, essa notícia foi bem recebida pelos que residem no país. Para boa parte deles, isso significa que agora podem viajar tranquilamente para outros países, sem terem que realizar um teste antes de voltarem para os EUA.

Também, esses norte-americanos reduzirão custos ao não precisarem pagar um novo teste de Covid quando retornarem, além de evitarem o tempo em que teriam que permanecer em quarentena, se por acaso o teste feito antes da viagem de volta tivesse dado positivo (onde muitos ficavam em quarentena).

O motivo dessa liberação e as suas consequências

Essa novidade foi anunciada logo depois das pressões exercidas pelo comércio de viagens e grupos de turismo. Como dito, após decretada a quarentena por conta da Covid, esses dois sofreram grandes impactos negativos.

Tanto o setor de turismos quanto a indústria de viagens tiveram uma redução em seus números nos últimos anos. Mas com essa novidade espera-se que eles deem uma guinada.

Empresas como American Hotel and Lodging Association (AHLA) e a US Travel Association (USTA) felicitaram a declaração. Essa é uma conquista que os setores de turismo e viagens estavam lutando para ter por meses, como já acontecia em países como o Reino Unido.

Mas não são apenas as empresas de viagem e turismos que ganham com esse anúncio, outras relacionadas, como as hoteleiras, também.

O CEO da USTA, Roger Dow, declarou que essa notícia pode ajudar a trazer mais de 5 milhões de visitante para o país. E ele ainda continuou dizendo que isso pode gerar mais de US$ 9 bilhões em gastos em solo americano, tudo até o final do ano.

E isso não gera impactos positivos apenas para os Estados Unidos, como também para outros países.

Agora que não há mais obrigatoriedade no teste de Covid e norte-americanos podem sair do país e retornarem sem se preocuparem com isso, onde a demanda por viagens para outros destinos aumentará também.

Como nem tudo são flores…

Mas, como nem tudo é um mar de rosas, há também um lado ruim nessa história.

Como nos últimos anos esses dois setores citados sofreram muito com a crise internacional, os preços dos serviços subiram bastante.

Haverá aumento na demanda, porém as pessoas terão que se preparar para pagar mais pelas viagens.

Por que isso acontece?

Como essas empresas ficaram muito tempo estagnadas, elas tiveram muitos prejuízos e agora tentam se recuperar. Além disso, problemas como o aumento no preço dos combustíveis afetaram, em especial, as empresas de avião.

Mas é esperado que até o ano de 2023 os preços comecem a se normalizar. E assim as pessoas podem se programar já para esse ano.

Escassez nos serviços: os impactos da atual condição de demanda e oferta

Os especialistas ainda alertam para o fato de que haverá escassez nos serviços, dada a demanda.

Hotéis, motoristas e mesmo guias, todos esses estarão com muita demanda e pouca oferta. Os especialistas relatam que nessa temporada todos esses e outros estarão com a sua capacidade máxima.

Mas apesar disso ser um problema para quem pretende viajar, é uma ótima notícia para o setor de viagens e turismo. E tem sido uma notícia e estimativa bem vista em especial pelo setor hoteleiro.

Há várias empresas em outros países otimistas em receber o público americano. Muitas delas relatam que recebiam muitas famílias dos Estados Unidos, mas com as medidas impostas até então isso reduziu drasticamente.

Países como Portugal, Inglaterra e outros da Europa são alguns dos que receberam muito bem a notícia.

Alguns serviços já até mesmo anunciaram que estão esgotados, tais como transfer, guias, etc. Muitas empresas têm experimentado já um pico na busca por serviços de viagens.

Há empresas que até mesmo anunciaram que estão com escassez em sua oferta de vagas em hotel. E alguns até mesmo têm deixado de fazer negócios devido a essa escassez, resultante da demanda maior do que a oferta.

Especialistas ainda alertam para o aumento nos voos transatlânticos. De acordo com eles, as companhias deverão aumentar o voos para conseguirem captar, especialmente, aqueles que pretendem viajar entre Estados Unidos e Europa.

Outra preocupação por parte de algumas empresas tem sido a contratação de pessoal. Elas relatam que há uma dificuldade para encontrarem profissionais qualificados, o que pode fazer com que o nível de serviço tenha uma queda, se comparado com o período de início da Covid.

Adicionar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Pacote + Comprado

Atenção: O Roteiros e Passagens Aéreas não solicita em nenhuma situação quantias em dinheiro para liberação de qualquer tipo de informações sobre viagens, seja passagens aéreas ou promoções. Caso isto aconteça nos avise pelo formulário imediatamente. Observações: O Roteiros e Passagens Aéreas trabalha para manter todas informações o mais atualizadas possível. Vale ressaltar que essas informações podem divergir das informações encontradas nos sites de instituições das empresas e ou provedores de serviços de um site específico. Sobre instituições que não temos parcerias, todos os produtos indicados nesse site https://roteirosepassagensaereas.com não tem nenhuma garantia das informações estarem atualizadas. Lembre-se sempre de ler as condições de uso e termos de aquisição das instituições das empresas que você escolher. Parceiros: Como monetizamos? Recebemos uma pequena quantia das publicidades em nosso site e dos nossos parceiros quando indicamos um usuário que solicita algum produto ou uma proposta. Tudo que publicamos é baseado em avaliações quantitativas e qualitativas de cada produto. Vale ressaltar que nossos parceiros podem influenciar diretamente sobre os produtos que escrevemos e revisamos, na ordem dos "melhores" artigos e no local que esses produtos aparecem no Roteiros e Passagens Aéreas. Como temos diversos produtos em nosso site, não damos nenhum tipo de garantia da qualidade e atualidade das informações de todos esses produtos, por isso garantimos e priorizamos informações dos nossos parceiros. Nos avise pelo nosso formulário de contato.

Considerações: O Roteiros e Passagens Aéreas se esforça para manter todas informações atualizadas e precisas. Estas informações podem ser diferentes do que você vê nos sites de instituições das empresas, provedores de serviços ou um site de produtos específicos. Em caso de instituições não parceiras, todos os produtos das empresas são apresentados sem garantia das informações estarem atualizados. Sempre que escolher sua oferta leia as condições das instituições das empresas e termos de aquisição.

Parcerias: Como ganhamos dinheiro? Recebemos uma pequena compensação das publicidades em nosso site, dos nossos parceiros quando alguém efetua uma solicitação de proposta ou é aprovado para uma empresa que indicamos. As matérias que publicamos no Roteiros e Passagens Aéreas são baseados em avaliações qualitativas e quantitativas de cada produto - apenas. Nossas parcerias podem influenciar sobre os produtos nos quais escrevemos e revisamos, a ordem que os produtos aparecem nos "melhores" artigos, onde e se os produtos aparecem no Roteiros e Passagens Aéreas e o local onde são exibidos no site. Nós apresentamos diversos produtos, como você pode ver em nosso site, não damos garantia a qualidade e atualidade das informações de todos eles, por esse motivo priorizamos e garantimos as informações de instituições parceiras.